Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


TALVEZ EM SETEMBRO

por avidarimar, em 17.04.15

Nas dunas fustigadas    junto à praia

Foge-me o pensamento

Levado pelo vento norte

Levita nas águas misteriosas do mar

Até desaparecer no horizonte

 

Talvez o surfista me empreste a prancha

E me ensine a navegar

Para o buscar lá longe

Onde o imaginário bebe da fonte

 

Mas só se o tempo estiver de bonança

Vou conseguir dar volta ao mundo

E encontrar a torrente da mudança

 

Por cá

O desânimo inundou-nos

Os novos foram em busca da esperança

Que aqui lhes saquearam

Tornando a sorte uma miragem

 

Por cá

Só os quarenta e outros entas                  Ficaram

Uns sem trabalho

Tantos outros sem emprego

Uns engordam a estatística

Outros nem contam

Tratados como trapos   empecilhos

Os velhos arrastam-se pelos cantos

 

Talvez

Talvez quem sabe se em Setembro

Os que são velhos com quarenta

Talvez em Outubro

Quem sabe se os sorrisos

Não rasgam a vergonha que transportam

Talvez os jovens que emigraram

Talvez eles voltem

Ou não…

 

LUMAVITO

14/04/2015

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:47



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D