Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


POEMA EMALHADO

por avidarimar, em 01.05.15

Se ser poeta é tricotar rima

Cá por mim não sei o que é

Com mão desajeitada   mais de horta

Só assenta em contra pé

A malha sai enrugada e torta

Nada que se olhe com estima

 

Não fosse tal     embirração pura

Fui no encalço do que me move

Dicionário em riste para sabichões

Cruzei-me com nove palavras nove

Não é arte nem arquitetura

Sai malha aos arrepelões

 

Comprima          Deprima              Dízima

Esgrima                                Gravíssima         Ilegítima

Lágrima                Oprima

Reprima              Subestima

 

Das que ao meu sentido

As que mais se adequam

O meu júri elegeu

Cada uma           pior que a primeira

Sem jeito            roça pesada asneira

Envergonhado de mim Homero

O sentido das palavras adultero

 

Cada vez mais deprimido

Se todo o problema sou eu

Não são nove são dez

Não acerto nem uma vez

E a rima não arrima

Sinto-me asno perdido

 

Num gesto de desespero

Puxo a ponta da linha em malha

E a obra desmalha

De disparates                   um chorrilho

Tenho agora à solta

Uma linha tão comprida

Posso fiar em volta

E tecer livre sem gralha

Deixar fluir sem espartilho

Todos os versos da vida

 

LUMAVITO

27/04/2015

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:50



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2015

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D