Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


POEIRA

por avidarimar, em 14.04.15

Nas pedras empoeiradas da calçada

O sol torna-se baço

Nas passadas lentas arrastadas

A rudeza da vida emerge lei

Na poeira solta do caminho

Os passos ficam marcados

Pela força agreste das botas cardadas

Um velho caminha sozinho

Irrompe por entre os silêncios estios

Talvez água

Decerto mágoa

Dor em movimento

Quem sabe        por quanto tempo…

 

LUMAVITO

15/04/03

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D