Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


NUNCA É TARDE

por avidarimar, em 19.09.15

IMG_0018.JPG

 

 

Andaste

Foste

Não mais paraste

Perdi-te de vista

Tu que me acompanhaste

Nos momentos de regozijo

Tu que nunca me desprezaste

Em momentos de desespero

Deixaste-me sem folego

 

Procurei-te pelas avenidas

Nas praças

E junto ao rio

Onde aos fins de tarde

Adoravas passear

Comigo a registar momentos

Em formato digital

Tu a contemplares o Tejo

A ponte e os cacilheiros

O rio e o sol-pôr

 

Rebusquei-te pelas vielas

E até pelos jardins

Atrás das flores

Ou não estivesses tu

Por detrás dos cisnes

Que se devaneiam

Pelas águas deste lago

 

Por detrás dessa aparência

Desenterrei o desânimo

Esse estado de alma

Desse meu outro lado

Obstinado

Essa que foi vontade indomável

Cresceu em inquietação

 

As ruas outrora folionas

As praças antes festivaleiras

Agora silêncio sepulcral

Não é sossego

Nem paz de espírito

Cheira a medo disfarçado

Em cada face envergonhada

E nas pedras da calçada

Paira um odor

A mentira travestida

Que se entranha na pele

 

Os dias que correm

Um sobressalto permanente

Num acordar de consciências

Ponto de partida

Vale a pena sonhar

Nas nossas mãos a tua reconquista

A confiança perdida

 

LUMAVITO

20150918

CLIV

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:00



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D