Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


LÓGICA MUAR

por avidarimar, em 11.04.15

Chamando burra à mula,

Não é verdade não

A burra é burra sim,

Mula não é burra então,

Mula não dá filho ao burro

Burra pare do machão.

 

Burro é quem doutros aceita,

O que a ele não lhe convém,

Não distingue tamanha desfeita,

De patranhas contrafeita,

Não sabe o que contém,

Nem conhece de quem vem.

 

Não sejas burro, te peço

Abre os olhos em redor,

Regista o pormenor,

Pois é elevado o preço

Para a falta de rigor,

Este conselho é sem favor.

 

Mula é com bom rigor,

Passar despercebido sem se notar,

Não é tão estupido esse muar

Teimosa será assim,

Burro é o estupor

Que não veja esta coisa, por fim.

 

Neste dia de Camões,

Não te deixes montar,

Tens outras soluções,

Eles que vão procurar

Outras montadas possantes

Eles que se vão lixar.

 

Sejas João, Francisco, Rafael

Manuel, Joaquim ou pedro,

Não te deixes atingir por estilhaços,

Não te ponhas de joelho,

Pois ele corre em apressados passos,

Para o alvo da caça ao coelho.

 

Deves reconhecer este burro,

Por outra estratégia não ter,

Por ser tão casmurro,

A nós só nos faz sofrer

Que política, que futuro,

Mas breve,

Essa loucura vai morrer.

 

LUMAVITO  10/06/2013

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:14



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D