Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


GENTE

por avidarimar, em 13.04.15

Madrugada

Corre ansiosa para o emprego

Subindo a colina

Olhos encovados

Patente desassossego

Os filhos no infantário

Esta gente

Vinda de todos os lados

Noite escura desce a colina

Mais um dia de calendário

Mais do mesmo

Rotina

Regressa a casa

De metro e autocarro apinhados

Anos a fio

Com os nervos em brasa.

 

Gente que come sopa quente

Em angustiante silêncio

Os putos vão para a cama

Vê notícias na televisão

E reconhece gente com fama

E fala bem

E os lixa

Aumentando impostos

Falando da descida da carga fiscal

E melhoria do ensino

Conforme foram propostos.

 

Esta gente sobrevive

Arrasta a vida até agora

Envelhece apressada

Em louco ziguezague

Até que um dia

Marcado sem hora

Numa qualquer noitada

A luz se apague

E outra gente

Vinda de qualquer lugar

Desorientada

Suba a colina da vida

Sem nada que a oriente.

 

LUMAVITO

3/11/2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D