Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


FLORES DO OÁSIS

por avidarimar, em 30.06.15

Neste terreno inóspito

Cresceram catos

Crivados de espinhos

Auto defesa

No meio agreste

Só eles resistem

 

Os dromedários cobiçam-nos

Não há flor que suporte

Tamanho rigor

Nem sequer ervas daninhas

Invadem muitos quintais

Mesmo assim

Há quintais que são desertos

Onde o vento fustiga a areia

Modelando as dunas

Ao seu jeito

 

Quando o vento não sopra

O sol escalda

E estrangula as gargantas sedentas

A pele cansada

Vai resistindo como pode

 

Neste deserto há um oásis

Onde me abrigo

E rego às escondidas

Os canteiros

De cravos na janela

Rosas encadernadas

E todas floresceram

 

Nova corrente de uns anos

Uma peste contaminou os quintais

Tal como mosca do oriente

Nos ares uma poeirada

Que nos seca a todos

o anticiclone soprou-a

Do norte de África

E no meu jardim

A terra cansou

O estrume fraquejou

As folhas amarelecem

 

Neste mundo lusitano

Há um deserto de ideias

As ervas daninhas prosperam

Desaprendemos reinventar

Participação ativa

Nos destinos de nós próprios

A fúria da sobrevivência

Retira lucidez

O fogo do desespero

Consome-nos

No que é mais rico

Dignos participantes

Do futuro dos nossos filhos

Que aqui murchou

E eles partem em debandada

 

Nos corações calcinados

Em cada jovem que emigra

Seca uma flor no oásis

Só os catos resistem

 

LUMAVITO

30/06/2015

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:58



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D