Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


DUZENTAS MILHAS

por avidarimar, em 04.08.15

Desfralda a vela

Levanta âncora

Solta-se do porto

Segue o rumo

Onde o mar é mais profundo

 

As gaivotas sobrevoam

O espaço aéreo do veleiro

As cordas os nós das cordas

Os mastros as roldanas

O leme e a ré

As ondas e o baloiçar

O dia inteiro

O vento e a maré

Sonhos de ser marinheiro

Quis a carta de marear

 

Tantos termos

Eu sabia

Devia dar para aprovar

Resultado eloquente

Do teste que não exame

A carta?

Zombaram

Só se fosse de marinar

Em tina de água doce

Não esperava tal vexame

Um momento que fosse

 

Entendia-me eu

Entendedor do mar

Submergi em frustração

Submeteram-me a um teste

Mas não examinaram

Do mar a minha paixão

 

Ficou por medir

O nível de brisa marinha

No meu corpo

Nem mediram a pulsação

Enquanto contemplo as ondas

Bem longe da civilização

E das práticas hediondas

O punhal sempre à espreita

Onde tudo nasce torto

E nada se endireita

 

Não sabem nem sonham

Quantos glóbulos vermelhos saltitam

Com a espuma

Que se dissipa na areia

Nem sequer requisitaram

Teste de função respiratória

Quando me deixo balançar

Ao sabor das ondas

 

Quis-lhes dizer

Que na praia vivo o seu ecoar

Com a mesma dependência

Do ar que respiro

Mas não me ouviram

Acham-se eles os donos do mar

 

Nem sei

Se esta febre de privatizações

Não atinge a venda do mar

Pelo todo ou a retalho

Aos senhores

Exímios em especular

 

As nossas águas

Já nós vendemos

A troco duns subsídios

O direito à pesca

Para abate das traineiras

É uma farsa dantesca

Só tempos depois entendemos

O veneno das carpideiras

 

Ainda assim vou continuar

Contra a sua vontade

A ouvir a nostálgica voz do mar

Que ecoa na praia

À luz ténue do luar

 

LUMAVITO

27/06/2015

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2015

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D