Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


...

por avidarimar, em 14.04.15

EMOÇÕES

 

Nesta face arredonda das emoções                       estou do lado da emoção

Fico ao lado da emoção                       sou o pretenso conquistador das palavras

O escrivão das palavras                         as palavras com

As emoções que sobem com as palavras

As                           sentidas num arrepio dum corpo nu                      em quarto com uma janela                       

A janela das palavras                                 viagens               

tão perto e tão longe                    Nesta viagem de emoções

Palavras               palavrões            O Judas da razão

Como o Pilatos de todas as decisões

A emoção               Lavando as mãos

 

Não sei quem me deu tanta comoção                                  que se agarra a mim

Sinto uma                                           quando o lápis sulca o papel      longa estrada

Do poema                          de cantar                            de sorrir

Percorrer o mundo                        Espalhando razão das emoções               brilho Abrilhantado     

Da alma de Pessoa                                no Chiado

Loa a Camões                    desde Sagres                    até ao Oriente 

Gente discreta                 alma ereta                          júbilo

Trovador desconhecido           neste mundo perdido   estou bem junto das          vou à noite pela rua                                olho a lua

E sonho                  Armostrong                       aos saltos         risonho

Entre tanta sensação                    Passo de gigante                            inspiração

Humanidade                     e a página vira                  A outra romagem

Carnagem em África                      América                               ilha selvagem

Rubor de corpos dormentes                      areia dourada                   Rolar

Enrolar                     extenuados                       adormecidos

Suados

 

Procuro emoção             vejo guerra      diplomacia

Persuasão

Talvez por isso                   Na paz          vejo razão

 

 

LUMAVITO

20/12/2014

(À Lucinda Vieira, mãe sempre presente)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:58



Pretendo abordar diversos temas da vida de um país, em claro desespero de sintonia entre governados e governantes. A forma pretende ser a poesia, com mais preocupação pelo conteúdo da mensagem que pela forma de estilo.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D